O grupo de pesquisa Aproveitamento da Água da Chuva, Saneamento e Meio Ambiente na Amazônia (GPAC- Amazônia/UFPA), liderado pelo professor Dr. Ronaldo Mendes, foi escolhido para participar de uma mostra no III Fórum Paraense de Tecnologias Sociais. Participam do GPAC Amazônia docentes do Núcleo de Meio Ambiente (NUMA), Instituto de Tecnologia (ITEC) e Instituto de Ciências da Educação (ICED), pertencentes à Universidade Federal do Pará (UFPA).

Foto Jornal

Com o avanço das técnicas de geoprocessamento, sensoriamento remoto, posicionamento global, entre outros (as chamadas geotecnologias), ocorreu a sistematização de informações com maior precisão sobre a superfície terrestre, com a disponibilização de dados de posicionamento, área, distância, altitude e a forma/configuração de um determinado local, objeto ou fenômeno (edifícios, ruas, praças, corpos d’água, etc.). Essas mesmas geotecnologias contribuem para o ordenamento territorial, o uso e a ocupação do solo urbano municipal, além de serem opções promissoras para a construção de mecanismos que facilitemo planejamento municipal, com ênfase nos sistemas de cadastros municipais, com informações sobre a malha urbana, infraestrutura, dados sociais, áreas verdes, etc.

Foto Jornal

O conhecimento empírico usado pelas comunidades ao longo dos tempos para preparar remédios a base de plantas medicinais - PM guarda em seus conceitos e práticas uma efetividade que, em geral, se confirma nos laboratórios. Este saber contribui para a resolução de pequenos agravos à saúde que acometem membros dessas comunidades, reduzindo, assim, as estatísticas oficiais da atenção básica.